leram-me

segunda-feira, 29 de abril de 2013

sábado, 27 de abril de 2013

Tempo (pouco) acelerado



Gostava de acelerar o tempo...fazê-lo correr desenfreado pelos dias do calendário, sem direito a pausas ou  slow motion ... 
Gostava de um tempo em fast forward, sem marcação de segundos, minutos ou horas...Gostava de ver um dia seguir-se ao outro, sem compasso de espera...gostava mesmo...

quarta-feira, 17 de abril de 2013

O que fazer?

O que fazer quando não se sabe como lidar com o que vai dentro do próprio peito?
O que fazer ao medo, que sobra e esborda por todos os poros?
O que fazer à angústia, que se apodera do coração cansado?
O que fazer àquele sentimento que não tem nome, que não se sabe descrever, mas que puxa para baixo e força uma estadia prolongada no vazio?...

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Curiosidades de uma semana que vai a meio...

malfadada segunda tirou-me o pio, deixando-me completamente muda! Quem me conhece sabe muito bem que isto constitui um gravíssimo problema! A missão foi quase impossível, mas mantive-me o mais caladinha possível e já habemus voz! Nos entretantos, passaram-se coisas no mínimo curiosas. As pessoas começaram a abordar-me em tom sussurrado...e literalmente adormeceram à minha frente!

(depois de alertar a turma de 1º ano que estava afónica e não ia poder falar, fez-se um silêncio solidário e sepulcral, nada, mas nada habitual...)
"Professora, o F. está a dormir..."
"Aaah?"
"Está mesmo, professora...sabe o que foi? Está muito silêncio...é esse o problema!"




sábado, 6 de abril de 2013

Matematicamente vivendo...

De repente a vida passa a fazer-se de probabilidades e percentagens, de números e mais números, que, numa cabeça direcionada para as letras, baralham cada um dos neurónios existentes. Instauram a dúvida. a dura certeza de não saber como lidar com esta matemática que começa a enlouquecer um corpo que vai ficando mais e mais exausto...

terça-feira, 2 de abril de 2013

No Dia Internacional do Livro Infantil...

...só me posso sentir feliz! 

Saiu diretamente do coração...a inspiração transformou-se em palavras, que se foram atropelando umas nas outras...a história ganhou forma...e quase 5 anos depois ganhou também folhas coloridas,   abraçadas por uma capa linda! 
O meu primeiro contributo para a celebração deste dia está dado! Outros se seguirão, pois enquanto me for possível sonhar, persistirei!