leram-me

terça-feira, 31 de dezembro de 2013

Em 2014...





Que o ano que agora chega venha cheio de magia e sonhos e loucura da boa. Espero que leias bons livros e beijes alguém que te ache uma maravilha, e não te esqueças de fazer alguma arte (escreve ou desenha ou constrói ou canta ou vive só como tu consegues). E algures no próximo ano, eu espero, que te surpreendas a ti mesmo! 
~ neil gaiman ~

E o ano termina...

2013 chega assim ao fim! Não posso dizer que tenha a sensação de 365 dias passados a voar...ou mesmo que tenha pena de o ver terminar... Este não foi um ano bom para mim! 
É certo que português que se preze, sai sempre a ganhar de todas as situações. Nesta, em particular, acho que a frase que mais se adequa é "pelo menos tive saúde..." (o que já é um verdadeiro tesouro, eu sei)
Os planos para 2013 não eram muitos...2, para ser mais precisa. Um concretizou-se bem no início, mas rapidamente passou de sonho a pesadelo...e apesar de ser palpável, as recordações que traz não são as melhores e a frustração intrínseca é inevitável. O outro plano virou até forma de vida e consumiu-me até à alma! Mas não se materializou. Se calhar o segredo não está na matéria...não sei! 
Só sei que quero que estas horas que faltam passem rápido e que 2014 seja em tudo diferente, mas para melhor! Não é preciso que seja muito bom...basta que não seja mau e eu já fico contente. 
Há anos negros na vida de todos...o meu foi este! Tudo correu mal e acabo estes 365 dias com a sensação de perda, de vazio e de aperto no coração. 
Que 2014 me inspire!

sábado, 28 de dezembro de 2013

Quase, quase no final...

...lá te lembraste que ainda ias a tempo de meter mais nojo te insurgires e mostrares que não vales a ponta de um chaveiro há sempre um novo limite para o mau! Espero que estes dias que faltam para terminares passem a voar, pois já vi que num minuto tudo pode acontecer...e nos minutos praticamente todos de quase 365 dias de merda foste indo de mal a pior... 
Para 2014 espero apenas uma coisa: que seja um ano bom! Porque de anos de merda sofrimento estou eu cheia!

Rescaldo do Natal

E agora que o Natal já passou, posso revelar o que escondi dentro da maioria dos meus embrulhos...
 

 

 

 



Personalizei canecas para oferecer de presente! Estes são alguns exemplos! Que tal? O feedback foi muito positivo! 


sábado, 21 de dezembro de 2013

Embrulhadas

Há muito que, para mim, o embrulho tem a mesma (ou maior) importância que o presente que dou. Opto por embrulhar eu em casa e dedico algum do meu tempo a essa tarefa. No Natal torno-me numa autêntica duende dos embrulhos e, a mesa da sala, transforma-se na minha "oficina". De lá saem autênticas maravilhas (gaba-te cesta...) e, apesar do imenso trabalho...nunca me arrependo! É impagável ver os sorrisos de quem recebe! Mesmo que o presente não tenha grande valor real...
O embrulho é muito mais do que papel e fita bonita. É tempo gasto com amor...é dedicação e empenho... é puro carinho que ganha forma física...




E depois é vê-los a tentar abrir cuidadosamente...porque até dá pena rasgar... salvo raras excepções!!!!!

sábado, 14 de dezembro de 2013

De repente...

...queres mostrar à vida que és mais forte, que estás ao comando, que consegues vencer TUDO! Mas ela lá encontra uma forma de te pôr no teu lugar, de te resumir à tua insignificância, de te lembrar que faz o que quer contigo e não o contrário...

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Adeus 2013

Vi esta imagem no cantinho do Abanar do Ser e devo dizer que estou escarrapachadinha (como se diz por esteas bandas) em cada letra!
Em Janeiro apregoei aos 7 ventos que este ia ser um ano bom...e foi mas é uma boa merda treta!
Despacha-te a chegar 2014 ... e vê lá como te portas!

segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Só para avisar...









O Pai Natal viu as tuas fotos no Facebook. Vais receber roupas e um dicionário pelo Natal...

sexta-feira, 6 de dezembro de 2013

Mandela

Perdeu-se um líder, um defensor da igualdade, um corajoso, que pagou com a sua liberdade a paz para o seu povo! Uma verdadeira inspiração! 
O homem desaparece mas o seu legado permanecerá eternamente, pois mudou para sempre a história do Mundo!
Que descanse em paz...

Imagem daqui

Elias, o perspicaz!

Hoje, no JN

segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

E para terminar...

E para terminar o assunto "prova", que confesso, já me mete um especial nojo, fica este último post! 
Hoje soube que a greve marcada para o dia 18 foi desmarcada. Tudo porque se chegou ao "acordo possível" com o Sr Ministro Nuno Crato e ficou então decidido que só faz a prova quem tem menos de 5 anos de serviço! E aceita-se assim o "possível" e desiste-se da luta! Desiste-se de quem não se inscreveu para lutar, arriscando a sua profissão! Porque a palavra de ordem era LUTAR, lembram-se????? E agora? Agora olha...agarrem-se à bomboca! Amanhã mesmo deixo de ser sindicalizada, porque afinal luto sozinha! Só andaram a comer o meu dinheiro até agora! E neste momento, entre borrados e mais borrados, sinto-me a última das idiotas! Tudo porque fui fiel às minhas convicções e decidi bater o pé e lutar. Tudo porque achei, nesta minha maneira fantasiosa de ser que podia fazer a diferença! E de algum modo fiz! É menos uma lorpa...menos um número a competir nas listas infindáveis do próximo concurso. Estou desiludida! Mas não com o governo, que isso é apenas mais do mesmo! Estou desiludida com os sindicatos mas acima de tudo, com os colegas! Colegas que abandonam colegas por conveniências...porque afinal o que conta é livrar o próprio rabinho...a qualquer custo! Mas o karma é lixado...e até pode tardar, mas não falha! E com o governinho que temos, hoje são os professores mais novos...mas a imaginação é uma coisa maravilhosa...o essa, o nosso ministro tem para dar e vender...e qualquer dia toca aos outros...aos da velha guarda! E aí sim...vai ser LINDO de se ver! 
Boa sorte a todos os BORRADOS!!! Espero que CHUMBEM TODOS! Tenho dito! 

sábado, 30 de novembro de 2013

Tradições quebradas com gosto

A tradição já não é o que era...
Cá em casa, a árvore de Natal é decorada impreterivelmente no dia 1 de Dezembro! Este ano quebrou-se a tradição e já cheira a Natal. O motivo foi de força maior. Recebi ontem o sobrinho lindo para escrever a cartinha ao Pai Natal...ora toda a gente sabe que a magia do Natal só resulta se a árvore e todas as decorações conspirarem a favor (cof cof)! Só por isso e porque já me andava a segurar há umas semanas...
Deixo-vos o meu cantinho preferido deste ano...

quinta-feira, 28 de novembro de 2013

Dignidade a troco de trabalho

Hoje terminava o prazo para a inscrição na tal prova para a docência. Já tinha decidido que não a fazia...tivesse as consequências que tivesse! Decidi no dia em que soube desta medida tomada por um professor incompetente! Tão incompetente que deixou a sua carreira para ir estragar a vida a quem faz o seu trabalho com amor, dedicação e muitos sacrifícios. De repente, este ex-professor-agora-ministro, esqueceu-se porque tirou um curso, porque se sacrificou ( se é que isso algum dia aconteceu) e o que custou andar a pagar propinas durante 5 anos. Esqueceu-se ou não quer lembrar...
Hoje fiquei triste por ter escolhido esta profissão...porque pertenço a uma classe que não se une para nada. Uma classe...se me permitem a expressão de quem está de mal com os colegas...de BORRADOS! Tão borrados que se foram logo inscrever para a tal da prova, que lhes permitirá dar aulas...ah, mas espera...eu tenho um certificado, passado pela minha Universidade que já diz isso mesmo! E eles também. Mas se calhar, tal como o Sr ex-professor-agora-ministro, esqueceram-se! Esqueceram-se também que, neste caso em particular, a UNIÃO fazia a força! E falava por si! Sempre queria ver se TODOS os professores contratados fizessem o mesmo que eu e não se inscrevessem para a tal provinha! O que acontecia minha gente????? Para o próximo ano letivo o Sr ex-professor-agora-ministro não tinha NINGUÉM para dar aulas além dos professores do quadro. O que será que ele poderia fazer? Aumentar as turmas para 50 alunos???? Dar aulas no pátio da escola, tudo ao molho e fé em Deus???
Diz-se muito acerca da prova. Diz-se até que visa melhorar o ensino. Não sei como, nem em quê...mas se assim é, o melhor seria fazê-la a todos os professores...todos sem exceção: contratados, com vínculo, do privado e público! E pagava-se a dívida de uma vez!!!!! Mas a tal da equidade, tão na moda nestes últimos meses, é muito linda na teoria! Na prática, a história conta-se noutros moldes!
Aos colegas que estão a ler isto e se inscreveram...lamento que o tenham feito! Todos precisamos de trabalhar. Eu também...desesperadamente! Mas escolher um trabalho a custo da minha dignidade...isso é que não!
Desejo muito boa sorte a quem vai fazer a prova no dia 18...que os 20 euritos não façam falta para o bacalhau...que o calor da dignidade não seja substituído pelo arrependimento, ou pior, pelo azedume de uma nota negativa...e que já agora parem de se queixar! Porque quem se resigna tem o direito de o fazer! Agora não tem é o direito de andar a queixar-se e a fingir que se importa! A máxima "eu faço se os outros fizerem" não se aplica à minha maneira de ver a vida desde os meus 7 ou 8 anos...

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

É chato? Coça...


Sempre me fez um pouco de confusão a falta de apoio de portugueses a um jogador, que a meu ver é um dos maiores ícones do nosso país! Persistente, lutador, genial...Não chegou onde está por ser filho ou afilhado de ninguém, mas através do seu suor e luta diária! No entanto, ver um desrespeito deste calibre de uma marca como a Pepsi é algo surreal para mim.
Cristiano Ronaldo esteve no seu auge com a resposta simples e que serve para o Blatter, para o Messi, para o Ibrahimovic e para a contrafação da Coca-Cola Pepsi...



"Dou a minha resposta dentro do campo!" 

És o melhor do MUNDO, Cristiano Ronaldo!!!!!! E deveria ser uma honra para todos os portugueses ter um compatriota assim! Para mim é! 


terça-feira, 12 de novembro de 2013

O que fica?

O que fica de uma vida de 36 anos? O que teria valido a pena se eu desaparecesse hoje? Do que se lembrariam os outros? Que partes de mim ficariam nos seus corações? E por quanto tempo? 
Ontem deu-se o último adeus a uma vida com 36 anos...a uma vida igualzinha à minha, em longevidade...a um filho amoroso, caloroso, afetuoso...de sorriso fácil para todos, sem excepção! Perdeu-se uma vida com 36 anos! Uma vida que não deixa filhos que continuem o tão pouco que conseguiu conquistar. Deixa pais sobreviventes, numa dor imensa e saudosa do seu "menino"...um humanista, defensor acérrimo dos animais, genuinamente BOM! Mas parece que é mesmo como diz a canção: " Só Deus tem os que mais ama!"
Ontem, tentou encontrar-se conforto nas palavras...que não existem para apaziguar a dor, a incredulidade de ver partir para sempre alguém que parece ter acabado de chegar. Ontem, estas foram as palavras que ficaram ligadas ao sorriso tão bonito do Miguel...

Chegou o outono
Ainda com sol,
Ainda com folhas,
Ainda com vozes
De asas e voos
E eu fui voar.
Chegou o outono
Ainda azul o céu,
Ainda branda a brisa,
Ainda leve o ar...
Chegou o outono 
E eu fui respirar.
Enroupei-me de pássaro
Rodopiei sem parar
Subi às alturas
Aqui vou ficar.
Em dias mais tristes
Se a saudade atiçar
Olhai as estrelas
Eu hei de lá estar.
                                   
                                                Isabel Fidalgo

sábado, 9 de novembro de 2013

Hoje lembrei-me de ti

Hoje lembrei-me de ti...lembrei-me do conforto de te ter à distância de um abraço...aquela distância que julgamos ser a mesma para sempre...lembrei-me do teu andar arqueado e cambaleante, resultante das tuas "cicatrizes de guerra"...lembrei-me das tuas palavras inventadas, que sempre nos sacavam um sorriso aos dois...lembrei-me do olhar doloroso e da fragilidade do teu corpo, no final da tua viagem...
Hoje lembrei-me de ti...e essa lembrança não me fez sorrir, como habitual...deixou uma dor...
Hoje, ao lembrar-me de ti, chorei...
Fazes-me falta!

quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Pensa (merda), logo é Margarida Rebelo Pinto!

Será que esta mulher nunca vai parar de vomitar merda???? É verborreia atrás de verborreia, senhores!
Margarida...filha...vai-te catar para bem longe e já agora, calavas-te e paravas de te colocar a jeito para dois estalos bem assentes na tromba...Sim, porque um dia, um dos pouco inteligentes, com memória curta, que se manifesta contra o Governo (sem culpa nenhuma da situação económica ultraprecária que vivemos), vai-se manifestar contra ti, mulher...e aí tu vais ver o que é repulsa e pena! Ai vais, vais!

quarta-feira, 6 de novembro de 2013

Raiva!

Hoje acordei com isto! 
E não posso deixar de expressar toda a minha RAIVA...toda a minha INDIGNAÇÃO...todo o meu ASCO...todo o meu DESRESPEITO...por um governo que se aplica em destruir tudo o que foi construído com tanto esforço e dedicação!
Neste momento sinto pena pelas minhas escolhas, por ter seguido o meu coração na escolha do meu curso, por me ter dedicado a uma profissão que tanto me dá em retorno, a nível emocional, mas infelizmente nada significa, num país que se desdobra para nos cortar as asas, com as quais podíamos voar. 
Não vou fazer esta prova! Nem que isso signifique que a minha carreira acaba aqui. Não me vou sujeitar a medidas estúpidas e sem fundamento! Tirei um curso na Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, universidade essa que é certificada e reconhecida pelo Governo. Os meus pais pagaram as propinas mês após mês, durante 5 longos anos. Fizeram um enorme esforço, para poderem dar um "futuro melhor" à sua única filha! Hoje sinto que falhei aos meus pais. Hoje com 36 anos sinto que a profissão que escolhi traz-me apenas desgostos, desilusões, preocupações e acima de tudo, HUMILHAÇÕES! 
E ao Sr Nuno Crato, queria apenas ter a oportunidade de lembrar que os professores contratados são professores LICENCIADOS por estabelecimentos de ensino que o Governo reconhece... não são pessoas que tiram equivalências em meia dúzia de dias, como muitos dos seus colegas deputados e ministros! Queria também dizer que o meu estágio acabou no meu 5º ano de faculdade...e acabou com muito boa nota, como os documentos certificados da UTAD o comprovam! Não preciso prestar provas do meu valor, pois já as tenho! 
Se queriam 30 ou 40 euros da parte dos professores contratados para pagarem um pouco da merda da dívida que fizeram, podiam pedir...sem entrarem em humilhações e faltas de respeito por nós, pelos nossos familiares, que tanto se esforçaram para nos ajudarem a pagar os estudos, mas também por vocês mesmos, que quanto a mim caem em descrédito por tomarem medidas tão disparatadas, numa tentativa quase desesperada de solucionar o que já não tem solução! 
DEMITAM-SE! E deixem trabalhar quem realmente o quer fazer por vocação! 

segunda-feira, 4 de novembro de 2013

E em 7 dias deu-se o milagre...

...da adoção!
A Martinha não resistiu aos encantos do Matias. Em apenas uma semana deixou de lhe bufar e bater, para o tratar como um filho e deixá-lo até mamar nas suas maminhas sem leite...parece que mãe sofre...mas com amor tudo se consegue! Gatinha de bom coração!

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Onde estás, eu?


Não me sinto eu...não me sinto eu há um bom par de meses...e não sei bem o que fazer para me voltar a sentir de novo. 
Há situações que nos tiram o chão...eu não sou exceção e também as tenho, mas não queria estar sempre a comprovar este facto. Queria conseguir encontrar o equilíbrio positivo de que tanto falam...mas no meu caso em particular acho que era mais provável encontrar um unicórnio no velho poço do meu avô! 
Falta-me um bocadinho assim...mais pequenino que um danoninho... para poder começar a ser feliz por inteiro e não acredito que, sem esse pedacinho, seja algum dia possível me sentir eu...equlibradamente positiva, como se quer! 

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Matias


O sábado acordou solarengo...um pouco tímido, mas aquecendo as almas e o rostos cansados de tantos dias de chuva cinzentona. Um miado estridente entrava pela casa, sem pedir licença, sem usar a porta...vinha pelas paredes, pela fechadura...pelas vidraças quentes de sol! Um gatinho perdido e assustado procurou abrigo num motor do carro do vizinho...e como qualquer gato que se preze, não sabia como sair! Quando o capô se abriu, qual flecha, desapareceu, disparado pela rua. Mas era apenas um bebé...com frio, perdido e assustado. Voltou para outro carro e miava tão alto que não deixava ninguém indiferente. Desta vez estava preparada e a abertura do capô deu lugar a um colinho. Ainda tentou fugir, mas escolheu aninhar-se no colo quente...e ficou! 
Chamamos-lhe Matias...e parafraseando um filme que tanto gosto: "Ainda agora te conheci e já te adoro!"

sábado, 5 de outubro de 2013

sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Vamos fazer amigos entre os animais!

Desde que me lembro que tenho animais em casa! Chegam com a desiganção de animais de estimação, mas rapidamente passam a muito mais do que isso...são família!
A primeira a chegar lá a casa foi a Kelly...assustada, desdentada e cheia de "rastas". Era muito maltratada pelos filhos do dono e, o papá, de quem herdei o imenso AMOR e respeito a todos os animais (de 4 patas), num acesso de raiva e pena da cadelinha, lá ganhou coragem...e pediu ao dono se lha dava, prometendo que a trataria muito bem! Deu-lhe um banho, foi mordido e, com a paciência que só ele tem, tratou-lhe das rastas...com uma agulha de coser lã, imagine-se! Ela, parecendo compreender, lá deixou!  Ficou um encanto! Agora parecia mesmo uma Yorkshire! Foi uma companheira de vida, sempre presente para todos nós lá em casa! Muito agradecida pela nova oportunidade que estava a ter na vida. O prometido ao dono foi cumprido até aos seus últimos dias! Acho que jamais terei uma companheira como a Kelly...tão doce e meiga!
Quando a Kelly adoeceu, e já adivinhando o desfecho desta história, arranjamos a Kalú! Era da mesma raça...mas na verdade o que ela era realmente era "raça pistola"! Como era doida este pedaço de amor! A Kelly nunca lhe passou confiança, mas à noite lá aconchegava a pequenota e dormiam juntas! A Kalú, tal como todos lá em casa, sentiu muito a falta da sua velha companheira. Mas continuou, vida fora, resmungona, defensora do papá e louca, como só ela!
Tinha chegado a hora de começar a minha própria família. Falei na hipótese de levar a Kalú para a minha nova casa, mas deixei de imediato a ideia de lado, pois ali é que ela era feliz. Foi então que adotamos a Leonor. Uma gatinha siamesa, de olhos tão azuis que hipnotizavam qualquer um...tinha perdido a mãe num atropelamento. Faltavam ainda umas semanas para casarmos mas não conseguimos dizer que não! Nesse mesmo dia, em conversa com o animador do nosso casamento, soubemos que também eles tinham uma gatinha bebé...mas infelizmente iam dá-la a um abrigo, pois não tinham tempo para ela. Num momento de loucura fomos buscá-la e foi assim que a Leonor ganhou uma irmãzinha...a Marta! Uma completamente desvairada, aventureira e descarada e a outra mais medrosa, embora curiosa...mas ambas extremamente doces e cheias de amor para dar!


No decorrer destes 6 anos em comum, a Kalú juntou-se à Kelly...e a Leonor desapareceu, deixando as nossas vidas mais tristes! 
No entanto, e em jeito de homenagem, quero lembrar apenas o que de bom ficou destas relações de amor incondicional...quero lembrar a dedicação de cada um destes companheiros, destes membros da nossa família que tanta risada me fizeram dar e tanta lágrima me lamberam da cara! Assim é o verdadeiro amigo: está lá para rir connosco...mas é o primeiro a limpar-nos as lágrimas! 
Obrigada a cada uma por encherem a minha vida de alegria!

Que bom seria se todos respeitássemos e aprendessemos com os animais! 

quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Estranhezas

Há coisas que, por mais que tente, não consigo compreender! 
Ontem, no programa da tarde da Fatinha (estou desempregada e o tédio faz destas coisas...), vi...não uma mas...duas mulheres a dar de mamar aos filhos em direto! O que se passa com as mulheres que acham que a dada altura da vida não faz mal "sacar" das mamas e expô-las para toda a gente ver? E não me venham com a história de que é diferente e é um ato natural...ir à casa de banho também é e ninguém arreia as calças em programa nenhum! Podem até atirar-me com a máxima "Não és mãe, não entendes!"... É certo que não sou mãe, mas duvido que quando for deixe de pensar da forma que penso. Não é por ter um filho que me acho no direito de mostrar as mamas em público. Não gosto de ver e não partilharia um ato tão lindo e tão mas tão pessoal com estranhos...venha quem vier! 

Amanhã...


quarta-feira, 2 de outubro de 2013

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Sabes que a segunda te está a f...#$*

...quando vais dar a tua primeira aula do ano e chegas lá e tens apenas as funcionárias...
"Ai, e tal... o professor deve ter-se esquecido de a avisar que ainda não começava hoje...que chatice!"

(É uma verdadeira chatice é...principalmente quando só trabalhas 1 hora por dia e o teu carro não anda a água!)


"Cheira-me" a segunda...


sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Alimento para a alma




Hoje fui visitar os colegas da minha antiga escola... Parece que já passou uma eternidade desde a última vez!
O reencontro é sempre mágico...passe uma semana ou um mês! O carinho que sinto em cada beijo, em cada sorriso rasgado...em cada abraço apertado é um verdadeiro alimento para a alma! E é tão bom sentirmos que temos amigos dos bons...daqueles que merecem tal designação! Daqueles que não precisam estar perto, pois carregam-nos sempre no coração!

quinta-feira, 26 de setembro de 2013

Migalhas são pão...ou então não!

Há um ditado popular que ouço muitas vezes: "Migalhas são pão!" ...há que aproveitar todos os bocadinhos como se de um todo se tratasse!
Esta semana fui selecionada para um horário de 5 horas...SEMANAIS! Já ouvi de tudo... "é melhor que nada...!", "antes 5 que nenhuma!", "pelo menos estás ocupada!"...
A mim preocupam-me outras coisas...o miserável salário que vou receber, por exemplo! E o que vou gastar em combustível para dar uma aula por dia! Preocupa-me ter de requerer o subsídio parcial para poder sobreviver ao longo dos meses e descobrir que o tempo de subsídio a que tenho direito se vai esgotando, como se não estivesse a trabalhar hora nenhuma...e em fevereiro termina de vez!
Migalhas são pão, portanto!...Serão? Ou serão apenas migalhas?

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Paixões

Desde o meu 5º ano que sonhava ser professora de inglês, tudo por causa da minha primeira professora de inglês! Tirei o meu curso por paixão...e como qualquer paixão que se preze...deu mer*#! 
Há sete anos, quando pensava desistir da minha carreira por falta de colocação, surgiram as AEC nas escolas. Tudo muito precário...a recibos verdes e pouquíssimas horas...e ainda por cima ao 1º ciclo! Tive de pesar tudo muito bem! Afinal a minha formação era direcionada para o 3º ciclo e secundário...e convenhamos...lidar com adolescentes e crianças pequenas é um tanto diferente! Na altura, mantinha um trabalho que odiava num call center e decidi experimentar o horário de 9 horas. No primeiro dia não soube sequer o que fazer. Atiraram-me aos leões! 1º ano!!! Crianças sentadas no meu colo... Nessa altura, ninguém se preocupou com os professores, com a sua falta de formação, ninguém nos apoiou. Mas eu tinha uma paixão! Muito muito forte! Consumia-me todos os dias! Apostei na minha formação...paguei-a eu, do meu bolso! Só porque eu queria ser melhor, queria ser uma professora que marcasse a vida dos alunos, que fizesse a diferença. Durante alguns anos vivemos de forma precária, trabalhando à hora, recebendo também à hora, a recibos verdes pelas autarquias, eramos vistos pelos colegas como professores a brincar...de 3ª categoria ou abaixo. Nunca fiquei na escola unicamente as horas que marcavam no meu horário. Mas recebia unicamente essas! Gozei férias nas interrupções letivas, prejudicando assim o meu tempo de serviço. Gradualmente os horários foram melhorando, os agrupamentos começaram a "tomar conta" de nós e tudo parecia melhorar! E eu, que tanta resistência apresentava no início, voltei a apaixonar-me! Desta vez pelo 1º ciclo! Todos os dias aprendia mais do que ensinava! Envolvia-me naquelas vidas pequeninas mas tão cheias!  Durante estes 7 anos tive a sorte de ficar sempre no mesmo agrupamento, onde os colegas passaram a amigos muito rapidamente, e onde eramos de facto uma verdadeira família! Durante estes 7 anos os outros colegas das AEC "invejavam" esta ligação! Durante 7 anos vivi esta paixão com tudo a que tinha direito...e agora, tal como uma paixão de verão, acabou! O ano letivo ja começou e eu continuo desempregada! O ano letivo começou com professores sem horários e horários sem professores. O ano letivo começou com um exame de inglês ao 9º ano e um corte no inglês ao 1º ciclo. Basicamente dizem-me as entrelinhas que em Portugal se anda para trás...se corta no essencial!
Regredir em vez de progredir! 

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Aturem-me...se puderem!

Estou de volta!
Parei de escrever por motivos errados, mas o certo é que precisava me afastar. Fez-me bem! E fez-me tão...mas tão mal! 
Há uns meses vi-me "a braços" com a infelicidade de ter de medir tudo o que dizia aqui...com medo do que algumas pessoas iam pensar...iam ficar a saber de mim. E quem me conhece sabe que não gosto de medir as minhas palavras. Este blog nasceu da necessidade de deixar sair emoções, opiniões, sentimentos meus! Tão meus que não podem ser medidos, ou não seriam meus! 
Durante esta pausa tive tempo para medir outras coisas...o meu interesse pela opinião dos outros, por exemplo! Isto fez-me bem! Mas, como tudo na vida tem um outro lado, o mesmo tempo serviu para me isolar e acumular...e isto fez-me mal! 
Hoje decidi voltar a escrever. Só porque sim. Só porque quero! E tenho o direito de fazer aquilo que eu quero!
Este blog é uma espécie de diário, onde posso desabafar as agruras e alegrias da minha vida. E é assim que vai continuar! Quem não quiser que não leia! Não estou cá para bater recordes de seguidores, comentários ou visitas. Estou cá porque gosto de escrever! E me sinto bem assim...
Aturem-me se puderem! 

quinta-feira, 20 de junho de 2013

Não morri...ainda!

Este blog já viu dias melhores...o blog e a dona, para dizer a verdade. Durante a minha ausência, passaram inúmeras segundas feiras, que ficaram por registar com a minha rezinguice do costume... trabalhei que nem uma desalmada para os meus lindos finalistas...e acabei desempregada! É assim a vida fantástica de um professor, balhe-me Deus...o meu queridíssimo Garfield apanhou-me na contagem dos aniversários e lá cedeu aos 35... e nem um registo, diga-se de passagem.

Por força dos fracassos dos meus projetos decidi parar de escrever. Se calhar sou demasiado transparente e não consigo disfarçar o que me vai na alma...nem mesmo quando escrevo um simples post...
Toda a gente tem problemas e a última coisa que quer é vir ler as minhas lamúrias e "negativismo", como os "entendidos" lhe chamam. 
Por isso, caríssimos leitores, o ...e passou-se assim... entra em modo de licença sabática, por tempo indeterminado, até apanhar uma onda mais positiva!

Aguentem-se firmes e positivos, que diz que atrai cenas positivas...é o que dizem... 

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Imperativo seguir em frente

Quando a única opção que tens na vida é ter força, vês então o tamanho da tua coragem!
Quando a única solução que encontras é seguir em frente, vês então a qualidade da tua orientação!
Quando a única coisa que te dizem é que tens de ser positivo e deixar essa negatividade toda de lado, vês então a verdadeira imensidão do teu poder de encaixe...pois só alguém muito positivo prossegue a batalha, sem desistir...apesar de todas as contrariedades...e ainda sorrir!

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Antes traficante que desempregado...

Hoje, enquanto lia o Jornal de Notícias, não pude deixar de ficar de queixo caído ao ler uma das notícias. Duas mulheres levavam para dentro de uma prisão, onde os respetivos maridos estavam a cumprir pena, droga, escondida nos genitais. Uma delas, desempregada, levava 1200 (pasmem!!!) doses de heroína e ficou em prisão preventiva. Já a outra, empregada de armazém, escondia nas partes baixas 200 doses de haxixe e ficou obrigada a apresentações trissemanais. Ora esta questão fez-me pensar...Qualquer desempregado, no nosso país, está obrigado a apresentações quinzenais na Junta de Freguesia, sob pena de ficar sem o subsídio de desemprego. Já uma traficante de droga apresenta-se de 3 em 3 semanas...é maravilhoso, não acham?

sexta-feira, 17 de maio de 2013

Dia Internacional contra a Homofobia

No Dia Internacional contra a homofobia, nada como umas boas e sábias palavras...
"Odeio a palavra Homofobia. Não se trata de uma fobia. Tu não tens medo. És apenas um cretino!" by Morgan Freeman
E assim se calam os cretinos...


segunda-feira, 13 de maio de 2013

Vida feita de mudança

A vida pode mudar num minuto... num segundo, até! Deposita-se esperança nesse minuto...empenha-se tudo em nome da fé, da crença. Aguarda-se um minuto que parece demorar mais do que o normal para chegar...e a vida não muda! Fica tudo igual...ou pior, já que a esperança se esbate, a fé se abala e a crença cai, desesperada no chão.
A vida pode mudar num minuto...num segundo, até. Mas não hoje...

ODEIO-TE Segunda...

...hoje mais do que é habitual...

domingo, 12 de maio de 2013

Conselhos de gente que sabe da vida!

"Professora, hoje a bebé da Dona P. deu-lhe pontapés na barriga...nós vimos! Oh professora...os pontapés que os bebés dão na barriga doem?"
"Não sei I. Eu nunca estive grávida..."
"Não tem filhos?"
"Ainda não, I..."
"Olhe, mas é fácil. Sabe o que faz? Casa, não é? E depois, quando estiver casada aí há...3 anos...vai ao médico e faz uma radiografia e pronto! Já tem um bebé!"
"Oh, I...mas eu já sou casada há 6 anos!"

(será que isto quer dizer que quando fizer a tal "radiografia" vou perceber que terei gémeos? ah ah ah )

Amores assolapados

Ontem os homens foram à bola. O azul e branco da camisola pintava-lhes a alma de esperança e muita confiança de que a história podia ainda ser mudada por completo! Nós, com o homem mais pequeno da família, em casa e vestido a rigor (para dar sorte, dizem...) divagamos por esta dedicação, por este amor assolapado! 
Sou Sportinguista. Sempre aprendi a ver futebol de forma muito pacífica...a aceitar a derrota e a não mudar de clube pela falta de conquistas...porque aprendi que é fácil amar quem está em alta...mas amar quem está na mó de baixo é só para os bravos! 
Não obstante comove-me este amor incrivelmente dedicado, quase cego, cheio de paixão explosiva, de camisola agarrada ao peito, como se de uma tatuagem se tratasse...aprendi a compreender este amor quando também eu me apaixonei...mas pelo homem que veio a tornar-se meu marido! Vibra desenfreadamente com cada conquista, orgulha-se da cidade que o viu nascer, é bairrista de peito feito e nariz empinado, acha uma vergonha amar um clube de uma cidade que não é nossa, gaba-se de já ter visto o seu clube ganhar tudo...presencialmente! Fica embevecido com o amor precoce do sobrinho pelo "Pooootooo"! Mas NUNCA o vi como ontem! Incrédulo, com um sorriso que quase lhe engolia as orelhas, cheio de esperança renovada! E é este amor assolapado, esta dedicação que eu admiro nele...apesar de ele achar que não...mas cá fica a confissão!
E quanto ao benfas...confesso também que desde a história do "Limpinho, limpinho" com o meu Sporting, me caíram no goto...por isso, bem feita! Uma dose de humildade fica sempre bem! E a bola é redonda...não está sempre virada para o mesmo lado! 

segunda-feira, 29 de abril de 2013

sábado, 27 de abril de 2013

Tempo (pouco) acelerado



Gostava de acelerar o tempo...fazê-lo correr desenfreado pelos dias do calendário, sem direito a pausas ou  slow motion ... 
Gostava de um tempo em fast forward, sem marcação de segundos, minutos ou horas...Gostava de ver um dia seguir-se ao outro, sem compasso de espera...gostava mesmo...

quarta-feira, 17 de abril de 2013

O que fazer?

O que fazer quando não se sabe como lidar com o que vai dentro do próprio peito?
O que fazer ao medo, que sobra e esborda por todos os poros?
O que fazer à angústia, que se apodera do coração cansado?
O que fazer àquele sentimento que não tem nome, que não se sabe descrever, mas que puxa para baixo e força uma estadia prolongada no vazio?...

quarta-feira, 10 de abril de 2013

Curiosidades de uma semana que vai a meio...

malfadada segunda tirou-me o pio, deixando-me completamente muda! Quem me conhece sabe muito bem que isto constitui um gravíssimo problema! A missão foi quase impossível, mas mantive-me o mais caladinha possível e já habemus voz! Nos entretantos, passaram-se coisas no mínimo curiosas. As pessoas começaram a abordar-me em tom sussurrado...e literalmente adormeceram à minha frente!

(depois de alertar a turma de 1º ano que estava afónica e não ia poder falar, fez-se um silêncio solidário e sepulcral, nada, mas nada habitual...)
"Professora, o F. está a dormir..."
"Aaah?"
"Está mesmo, professora...sabe o que foi? Está muito silêncio...é esse o problema!"




sábado, 6 de abril de 2013

Matematicamente vivendo...

De repente a vida passa a fazer-se de probabilidades e percentagens, de números e mais números, que, numa cabeça direcionada para as letras, baralham cada um dos neurónios existentes. Instauram a dúvida. a dura certeza de não saber como lidar com esta matemática que começa a enlouquecer um corpo que vai ficando mais e mais exausto...

terça-feira, 2 de abril de 2013

No Dia Internacional do Livro Infantil...

...só me posso sentir feliz! 

Saiu diretamente do coração...a inspiração transformou-se em palavras, que se foram atropelando umas nas outras...a história ganhou forma...e quase 5 anos depois ganhou também folhas coloridas,   abraçadas por uma capa linda! 
O meu primeiro contributo para a celebração deste dia está dado! Outros se seguirão, pois enquanto me for possível sonhar, persistirei! 

sexta-feira, 29 de março de 2013

Por este andar...

Aguardo a qualquer momento, vislumbrar pela janela da minha sala, um enorme navio cheio de dois animais (salvo raras exceções!) de cada espécie...

É o dilúbio, sinhores! Fugem fugem!

quinta-feira, 28 de março de 2013

Recado para mim

Não esperar nada de mais ninguém a não ser de MIM!


(Não há nada pior do que ter altas expectativas em relação a alguém...)

quarta-feira, 27 de março de 2013