leram-me

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Qual a definição de ser positivo?



Ontem perguntaram-me se estou mais positiva...confesso que despoletou em mim alguma raiva. Acho sinceramente que tenho uma definição errada de positivismo. E penso que talvez por ver as coisas à minha maneira, me continuo a chocar com certos comentários acerca da minha pessoa. Não vejo o positivismo de uma forma floreada, de ver sempre o lado bom das coisas, nem que me tenha morrido o gato..."ah, foi pelo melhor...blá blá blá". Para mim, ser positivo é levantar-me após cada queda e ter a mesma força para seguir em frente, como antes de ter caído. Para mim, ser positivo é nunca desistir, mesmo quando a vida me quer pôr para baixo, quando me mostra que não sou digna de A ou de B...mas como sou "positiva" (à minha maneira, é verdade) aplico-me a mostrar-lhe de volta que sou digna de tudo a que me propuser! Não há vidas fáceis...desenganem-se! Até aquelas vidas, que mostradas assim de longe, nos parecem perfeitas, têm os seus quês. A minha não é excepção. Aliás...a minha esforça-se por ser o exemplo! Tem sido tudo muito difícil de conseguir...até o mais simples e natural. Mas eu lá vou conseguindo, passo a passo, na maior parte das vezes com um sorriso e uma piada, para esconder o terror que me vai dentro do peito. Sei que não sou a única...mas jamais me ouviram dizer a alguém "tens de ser mais positivo/a". Acho que se as pessoas soubessem a dimensão da minha luta para me levantar todos os dias e batalhar pelo que desejo, não seriam tão cruéis nos seus julgamentos. Mas pôr-mo-nos na pele do outro não é tarefa para todos...
E não me lixem com a máxima "a opinião dos outros não me atinge", porque é óbvio que saímos magoados com as injustiças feitas ou ditas sobre a nossa pessoa...

5 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  2. Nem sempre, Susanita...nem sempre te sentes magoada por palavras ditas sobre ti...porquê?Bem, porque isso, é uma das lições que a vida nos dá bem cedo, "se te importas com o que dizem, nunca serás ninguém". Actualmente, eu rejo-me mais pelo "estou-me a marimbar para a opinião dos outros", seja construtiva ou não...afinal, não devendo nada a ninguém, ninguém tem nada a ver com a minha vida...e se essa pessoa me for próxima, tem por obrigação saber que eu ignoro qualquer tipo de opinião sobre mim....dou-te o exemplo, sou agnóstico, de uma forma quase anticristã (odeio a religião católica, os dogmas e as ideologias, e não respeito a pessoa de Cristo como messias, mas sim como um homem normal, que não merece que me ponha de joelhos, ou que o homenageie de forma alguma), sou selectivamente racista, ou seja, não curto raças que vivam à custa de RSI (sejam pretos, brancos,ou que raio) e não tenho cor politica...a opinião de muita gente é que sou um filho da mãe...de outros, sou um filho da p**a...mas para mim, cago de alto para o assunto...
    Uma coisa tens de ser...lutadora, esforçada, e ambiciosa...e isso sei que o és...assim como sei que, apesar de muitas vezes te fazeres "mázona", também continuas com a tua costela de criança sonhadora, aí dentro enfiada (salvo seja o enfiado :-) )...e esse sonho tens que manter...porque é aí que vais buscar a tua força...e afinal "If life kicks you in the balls...you have to kick it even harder..."
    Ah, e as vidas não fáceis...os problemas é que são outros :-)
    Beijo grande

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
    2. Não creio que passemos ao lado do que dizem de nós. Podemos querer acreditar que sim...mas lá no fundinho...dói! ;)
      Beijinho grande!

      Eliminar