leram-me

segunda-feira, 7 de novembro de 2011

Dia 27: A menina que mordeu como um cão

Hoje (claro! afinal é segunda feira!) fui surpreendida por um ataque de fúria tamanho que me assustou! Nunca tinha presenciado uma perda absoluta do controle das emoções de alguém tão pequeno. A menina em questão estava fora de si porque a colega lhe tinha puxado a camisola! Acto que foi punido com puxões de cabelo e uma brutal mordida num braço. À minha questão do porquê de tal violência, a resposta foi no mínimo peculiar:
"A camisola é nova!" 
De facto as crianças são capazes do melhor e do pior. E a menina em questão é o exemplo vivo disso mesmo. É óptima aluna, perspicaz e imaginativa. Contudo, a sua agressividade deita tudo por terra e começa a deixar-me bastante apreensiva. Deve ser travada desde já, juntamente com a sua relutância incapacidade de se desculpar por tudo o que faz de errado. Como crescerá esta menina? Que tipo de adolescente será? Em que adulto se transformará? Confesso-me preocupada...

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. acho que devem ensinar a criança [os pais dela claro] qe quando se fazem coisas erradas que temos que saber pedir desculpa

    ResponderEliminar
  3. Pois...penso exactamente da mesma maneira! Na escola vamos fazendo esse papel, mas nem sempre é fácil. E convenhamos, receber um pedido de desculpas que não é sentido, para mim é uma continuação da agressão!

    ResponderEliminar